Casamento - 10 tradições que você precisa saber

O casamento é a união de duas pessoas que buscam realizar um projeto de vida em comum. É sabido por todos que, quando nos vem à mente a palavra casamento, logo imaginamos cada detalhe, pois é a concretização de sonhos que se somam para trilharem um único caminho.

E não é segredo para ninguém que o grande dia é repleto de tradições de casamento, desde anoiva vestir-se toda de branco, o uso de véu e grinalda, jogar o buquê, escrever o nome das amigas solteiras na barra do vestido ou ainda fazer questão do bem-casado.

Pensando nisso, separamos algumas das tradições no casamento, que fazem das cerimônias únicas e especiais, do jeitinho que amamos! Confira.




Alianças de noivado



Aliança de noivado é uma tradição de casamento? Sim, pois é o primeiro passo para o tão sonhado“Sim”. Mas não é apenas no nosso país que essa tradição é aderida. Em outros países, é mais comum que a apenas a noiva use a aliança de noivado, como um sinal de conquista de seu pretendente. No dia do casamento ambos trocam as alianças, porém a noiva quando casada, usará as duas, ou seja, a de noivado e uma aliança de casamento assim como seu esposo. No Brasil, observamos que, quando um casal decide pelo noivado, compram as alianças de ouro e usam na mão direita, no dia do casamento costumam apenas mudar da mão direita para a esquerda – onde supostamente fica a veia que liga ao coração.


Vestido Branco



De todos os costumes, esse é o mais universal, ou seja, o que abrange uma maior quantidade de culturas, claro que há exceções, principalmente em alguns países da África e do oriente médio. No século 19, a Rainha Vitória da Grã-Bretanha foi a primeira personalidade a se casar com um vestido nesse tom, que acabou incluindo uma vasta opção de cores, entre elas o champagne, o marfim e o perolado, que não fogem muito dos tons em branco. Ao longo dos anos, o branco passou a simbolizar pureza, castidade e a inocência da mulher.


Véu de noiva



Assim como o branco, hoje, o uso do véu é um símbolo de pureza para uma noiva. Mas esse costume varia bastante de cultura para cultura. O uso do véu para os orientais era associado à Ishtar, a Deusa do Amor. Ela teria sido a primeira mulher a usar o véu, que fazia uma ligação à fertilidade e sedução, não demorou muito e isso veio a ser um costume usado por mulheres das regiões da Babilônia e Mesopotâmia, chegando depois aos gregos. Acredita-se que na Grécia era usado como parte da veste feminina da corte, assim protegendo as mulheres de males naturais como o sol, vento e insetos. Durante a cerimônia de casamento, a noiva fazia uso do véu por uma questão cultural, acreditando que estariam protegidas de maus espíritos, infortúnios e possíveis admiradores. E nos dias de hoje, dá um charme todo especial ao look, não acha?


Jogar o buquê



O enfeite de flores simboliza dentre muitas coisas a harmonia e a sutileza que transmite não apenas a cerimônia, mas o que ela representa na vida de duas pessoas. Jogar o buquê, um dos momentos mais esperados do casamento, especialmente para as amigas solteiras, na expectativa de serem as próximas a se casarem, pois essa tradição significa compartilhar a felicidade com os amigos, e por que não contar com aquela sorte para as amigas? Há que diga que os gregos e romanos usavam, inicialmente, alho, ervas e grãos no arranjo, pois assim afastariam os maus espíritos e estaria garantido um casamento harmonioso e próspero. Existem diversas formas de organizar esse momento da cerimônia, ideias criativas, divertidas fazem toda a diferença.


Nomes das amigas na barra do vestido



Muitas desconhecem essa tradição, mas se você e uma noiva interessada em assuntos de casamento, pelo menos uma vez já se deparou com esse costume. Na mesma linha que a tradição de jogar o buquê, escrever o nome das amigas solteiras na barra do vestido expressa um desejo de que elas não fiquem para titia, para alguns, funciona como uma simpatia de casamento, e, portanto, assim as amigas encalhadas casarão em breve.


Bem-casado



Indispensáveis para casamento são os bem-casados. Claro que como qualquer receita de confeitaria, requer um preparo todo espacial para que o gosto seja tão incrível quanto à celebração para os noivos, sem mencionar que oferecer a iguaria aos convidados garante sorte no amor. Hoje existem inúmeras variações dos bem-casados, outros doces assumindo o posto que os da receita tradicional, mas ainda é uma das tradições que permanecem bem sólidas nas cerimônias ainda nos dias de hoje.


Tradição americana – quatro itens



Essa tradição é fortíssima nos Estados Unidos da América e que está sendo bem aderida por algumas noivas brasileiras. A tradição é assim, para um casal ter uma vida feliz e próspera, a noiva precisa de 4 itens. O primeiro item – usar seja uma peça ou acessório na cor azul, como símbolo de fidelidade ao casal. Segundo item – usar algo emprestado de uma pessoa muito querida, pois representa o elo de amizade daquela pessoa que sempre estará ao seu lado e servirá de apoio na relação dos dois. O terceiro item  - usar uma coisa nova, trás sorte para a nova fase na vida dos noivos e por fim o quarto item – usar uma coisa velha, pois mostra a ligação com a família, os laços que te desenvolveram até aqui. Pode ser uma joia, ou o véu, ou até mesmo o vestido que foi da sua avó ou mãe.


Dinheiro no pé



Essa também não é muito conhecida, mas a quem diga, faz total diferença na vida financeira do casal. É recomendado que a noiva coloque uma nota de maior valor no sapato, no pé do lado direito, mas precisa ser antes de entrar na igreja. A superstição dita que, mesmo que o novo casal enfrente dificuldades financeiras, nunca ficarão sem dinheiro algum. Será mesmo que funciona?


Chuva de arroz



O grão simboliza prosperidade, saúde e felicidade para os chineses e hindus. Jogar arroz sobre os noivos é o mesmo que desejar fertilidade e prosperidade ao novo casal. Porém, muitas igrejas proibiram a chuva na saída do altar, para evitar transtornos no caso de acontecer mais de uma cerimônia no local, por isso, uma sugestão é que os noivos recebam essa chuva de arroz na entrada do local da festa, para aqueles que fazem questão de seguir os costumes.


Guardar um pedaço do bolo



A quem diga que guardar um pedaço do bolo faz preservar aquela chama do primeiro amor. É muito importante que os noivos cortem o primeiro pedaço juntos, como manifestação pública que a partir dali ambos caminharão com os mesmos objetivos. Mas curiosamente, existe uma outra tradição com relação ao bolo, pois guardar a camada superior, ou seja, o topo do bolo de casamento, congelar e comer somente no primeiro aniversário de casados, fará com o casal não perca a paixão e o afeto entre eles. O que não podemos garantir é que o bolo estará tão bom quanto, não é mesmo?

Para saber sobre Casamento - Espaço Wood, acesse!


Solicite um orçamento
No Espaço Wood todas as demandas serão pensadas por uma equipe bem treinada e disposta a servi-lo com o mais alto grau de profissionalismo.